Os membros do pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE) aprovaram na sessão de quarta-feira (19) o voto do conselheiro Edmar Cutrim para realização de auditorias na Câmara Municipal de Paço do Lumiar para investigar três supostas irregularidades de contratação de empresas para prestação de serviços. A denúncia foi ao encaminhada ao Ministério Público de Contas.
 
Uma das denúncias é com relação ao contrato com a construtora CF Ferreira, contratada para serviços de reforma das instalações físicas do parlamento.
 
A segunda, tem como alvo a agência de publicidade Clara Comunicação, contratada sem licitação para prestação de serviços de propaganda.
 
A terceira denúncia se refere ao contrato com a Rampa, empresa especializada no fornecimento de material de expediente.
 
Todas elas, de acordo com o relato do conselheiro Edmar Cutrim foram contratadas de forma irregular, daí porque sugeriu que o TCE peça ao presidente da Câmara explicações sobre esses contratos, bem como determine auditorias in loco a fim de verificar se houve realmente irregularidades nas contratações e sejam tomadas as medidas para punição sobre descumprimento da lei.